sábado, 20/07/2019

UMA POR DIA... A morte do riso

14/05/2019 - 12:55 - Opinião

Compartilhe:
UMA POR DIA... A morte do riso

Lúcio Mauro Filho ao lado de seu pai, Lúcio Mauro (Foto da Internet)

 

"Estamos felizes pela vida de Lúcio Mauro".

 

 Com essas palavras, Lúcio Mauro Filho se despediu do pai, em nome da família.

 

 O corpo do ator e comediante Lúcio Mauro, de 92 anos, foi cremado, hoje (13), no Rio de Janeiro.

 

 Uma vida nunca é longa demais...

 

 Ele morreu em decorrência de problemas respiratórios e debilitado por um AVC que sofrera há três anos.

 

 O velório aconteceu no Theatro Municipal, numa cerimônia aberta ao público.

 

 Lúcio Mauro, nascido no ano de 1927, em Belém do Pará foi, indiscutivelmente, um dos maiores nomes do humor brasileiro. 

 

 Era casado com a atriz Cláudia Rodrigues, a Ofélia de "Zorra Total".

 

 Ultimamente, notabilizou-se como Seu Aldemar Vigário, personagem da "Escolinha do professor Raimundo".

 

 Participou da criação, dirigiu e atuou em dezenas de programas de humor da televisão brasileira:

 

 "Balança mais não cai", Chico city, "Os Trapalhoēs", além dos já citados "Zorra Total" e Escolinha do professor Raimundo", são algumas das produções do gênero.

 

 Porém, a sua contribuição não se resumiu apenas aos programas humorísticos.

 

 Novelas, minisséries e seriados, também fizeram parte do extenso currículo do ator, de passagens memoráveis.

 

 Sorrir é uma das formas de expressão mais fantásticas; no entanto, em respeito, reservo-me ao direito de apenas chorar.

 

 Obrigado, Lúcio Mauro...

 

 "O sorriso que ofereceres, a ti voltará outra vez".

 

 
Misael Nóbrega de Sousa