segunda, 23/09/2019

UMA POR DIA... Passou pela vida e não morreu* (13/08/2019)

13/08/2019 - 20:51 - Opinião

Compartilhe:
UMA POR DIA... Passou pela vida e não morreu* (13/08/2019)

Cruz

 

 

O filósofo Epícuro diz que: "Enquanto somos a morte não existe e quando ela passa a existir, nós deixamos de ser". Uma definição consoladora, para quem pensa que a morte dói.

 

"O que dói é esse resto de vida".

 

Resistimos bravamente as armadilhas da mente que desvia o nosso coração de Deus. Só o amor vence a morte.
 

 

Prantear o defunto é um dever de luto e é também o respeito a si mesmo. Uma vez morto, não mais será sopro.
 

 

Eu já enterrei meu pai, posso enterrar qualquer um. Experimentei de todas as dores e digo: Nada se compara a indiferença. 
 

 

Como pode alguém ser enterrado como indigente?. Não há velório, choro miúdo, oração...
Ser e não ser!
 

 

Que tristeza, meu Deus! Deitará à sepultura alguém "que passou pela vida em brancas nuvens e em plácido repouso adormeceu..." 
 

 

Passou pela vida e não morreu. 
 

 

Sepultada numa vala comum, na calada da noite, como se fora uma cerimônia pagã. Ninguém da família fez questão do corpo, Deus que reclamou a sua alma.
 

 

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo... eu encomendo o corpo: 
 

 

- Rosenilda Teixeira de Lima, criada pelo mundo e atropelada ao atravessar uma rua, tenha piedade de nós.

 


*Misael Nóbrega de Sousa