quinta, 25/04/2019

Operação Calvário: Na Paraíba, ministro da Saúde diz que envolvidos devem ser responsabilizados

25/03/2019 - 12:29 - Policial

Compartilhe:
Operação Calvário: Na Paraíba, ministro da Saúde diz que envolvidos devem ser responsabilizados

Operação Calvário: Na Paraíba, ministro da Saúde diz que envolvidos devem ser responsabilizados

 

Em visita à Paraíba, provocado pelo RádioBlog, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, comentou a Operação Calvário, deflagrada pelo Ministério Público nos estados do Rio de Janeiro e Paraíba, que identificou organização criminosa responsável de desvio de recursos da saúde pública, através de contratos com a Organização Social Cruz Vermelha, que culminou na prisão de toda a cúpula da organização, como também da ex-secretária de estado, Livânia Farias e o assessor Leandro Azevedo.


Luiz Henrique Mandetta lamentou que a orgnização crimisosa tenha gerado prejuízo aos crofres públicos, como também manchado o nome da Cruz Vermelha. “A gente vê com muita tristeza, porque a Cruz Vermelha é uma entidade muito antiga, secular, que prestou um trabalho muito grande nas guerras por conta de sua credibilidade, agora, isso é algo que diz respeito aos ocorridos aqui na Paraíba, os ministérios públicos devem investigar, as pessoas devem ser eventualmente responsabilizadas pelas coisas que fizeram e nós criaremos mais estrutura de controle para evitar que isso ocorra”, declarou.

 

Ministro anuncia R$ 23 milhões para a Paraíba


Na Paraíba, o ministro da Saúde anunciou investimentos na ordem de R$ 23 milhões.


A primeira visita foi ao Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. O ministro liberou recursos da ordem de pagamento de quase R$ 6 milhões para a aquisição de um Pet Scan, equipamento para o combate ao câncer e anunciar a habilitação da alta complexidade do serviço de fissuras labiopalatais no Hospital Universitário Lauro Wanderley.


Em Santa Rita ele conhecerá o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires e de lá seguirá para Campina Grande. Na Rainha da Borborema o ministro faz visita técnica ao Instituto de Saúde Elpidio Almeida (Isea). Já no Sertão paraibano, Mandetta desembarca em Patos para assinatura da portaria de habilitação em Oncologia/UNACOM. O investimento supera os R$ 5 milhões.

 

Paraíba Blog Rádio