sábado, 20/07/2019

Vereadores de Santa Terezinha denunciam descaso na saúde: carros negados a pacientes e falta de medicamentos

14/04/2019 - 15:04 - Santa Teresinha

Compartilhe:
Vereadores de Santa Terezinha denunciam descaso na saúde: carros negados a pacientes e falta de medicamentos

Salomão Cordeiro (PP), presidente da Câmara

 

Os trabalhos legislativos da Câmara Municipal de Santa Terezinha-PB foram abertos pelo presidente Salomão Cordeiro (PP), às 17h desta sexta-feira, dia 12 de abril. Antes da ordem do dia, o vereador Francisco Bezerra pediu um minuto de silêncio em homenagem à ex-vereadora Guadalupe Paz, conhecida por Dona Lupa, pela sua páscoa. Foram apresentados votos de pesar às famílias de Nazaret, Dona Lupa e Dona Helena.

 

O vereador Pedro Sopa (PSDB) agradeceu a Deus pelas chuvas na região e destacou o aumento do nível de água do açude de Capoeira, que estava quase seco. Disse que iria ajudar à jovem Joelma que precisa fazer uma cirurgia na visão e pediu o apoio dos colegas. Segundo o parlamentar, a cirurgia custa R$ 3.500. O parlamentar disse que a Prefeitura doou R$ 2.000, mas poderia ter pago a cirurgia toda. “A prefeita não dá nada a ninguém; esse dinheiro é do povo”. Pediu mais organização na Casa de Apoio a Pacientes, situada em João Pessoa. Sopa relatou que recebeu uma denuncia de um paciente que após as 13h não é servida a comida, que também não é boa. É preciso tratar bem o povo, sobretudo os doentes.

 

O vereador Menon Ayres (PROS) prestou condolências às famílias e reclamou da gestão sobre o carro que leva o pessoal para o tratamento de Hemodiálise em Patos. Segundo ele, está em péssima condição. Criticou a falta de remédios na farmácia básica do município. Disse que os vereadores de oposição não perseguem a gestão, mas tentam buscar soluções para os problemas, haja vista que são necessidades do povo. Quanto à casa de apoio, lamentou as atuais condições e pediu uma melhor condição de atendimento para os pacientes e acompanhantes. “Nós temos o dever de defender o povo do município”.

 

O parlamentar Francisco Bezerra (PSB) se acostou aos votos de pesar apresentados e lamentou a morte de Dona Lupa; ele falou de seu legado, deixado no município. Agradeceu a Deus pelas chuvas, que abasteceram, sobretudo, o manancial de Capoeira. Parabenizou a gestão pelo roço na estrada da Urtiga e espera que continue o serviço nas outras comunidades. Pediu também que recupere os pontos mais críticos nas estradas onde passam os transportes escolares. Reclamou de um carro que foi negada a uma pessoa da comunidade Várzea Redonda. Criticou a falta de medicamentos na farmácia básica do município. Cobrou da gestão a execução de um projeto de lei de autoria dele referente à castração de cães e gatos que vivem soltos nas ruas. Disse que a gestão tem uma tropa de choque para defendê-la e agredir aqueles que criticam os erros. “O Poder Legislativo não pode ser um puxadinho do Poder Executivo municipal”. Lembrou que foi negado um carro para levar uns pacientes idosos que seriam cirurgiados de catarata em João Pessoa. Denunciou que falta água para beber em repartições públicas do município. Por fim, apresentou um requerimento em que solicita audiência pública para discutir a Campanha da Fraternidade com os representantes religiosos da Diocese de Patos e a sociedade Santerezinhense na Câmara Municipal. Apresentou um projeto de lei que visa isentar os Santerezinhenses cadastrados em Programas Sociais do Governo Federal e famílias de baixa renda do pagamento de taxa de inscrição em concursos públicos e processos seletivos simplificados na cidade de Santa Terezinha, visando incluir a todos em certames para o funcionalismo público.

 

O vereador Zé Nilton (PR) agradeceu a Deus pelas chuvas na região de Capoeira que estava quase seco. Ele informou que esteve reunido com o secretário de Agricultura, Dr. Marlos, juntos debateram sobre a criação de bodes, carneiros, bois e vacas em área urbana. Para o parlamentar, a sociedade está sendo prejudicada e, de acordo com o secretário, a maioria dos criadores têm terras mas soltam os bichos na cidade. Zé Nilton disse que já existe o problema dos cães e gatos e agora surge esse outro problema dos animais de criação. Ele aproveitou o momento para cobrar da gestão que tome as providências cabíveis porque ruas não são locais para criar animais. Falou que a prefeita voltou animada de Brasília e tem boas promessas para o município.

 

O vereador Edcarlos Soares (DEM) agradeceu a Deus pelas chuvas na região do açude de Capoeira que estava quase seco. Disse que iniciou o roço das estradas vicinais pelo sítio Urtiga devido aos constantes roubos e relatou que viu o Destacamento da Polícia Militar e da Patrulha Rural nessa região fazendo ronda no local. A prefeita Terezinha de Zé Afonso visitou o INCRA-PB para tentar a reconstrução do balde do açude no Assentamento Nego Fuba. As máquinas foram ao assentamento para realizar reparos em outro açude da comunidade. Relatou que no dia 2 de maio entrarão em pauta pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) as contas do 1º exercício da gestão municipal, e o Ministério Público deu Parecer Favorável.  Falou que na próxima segunda-feira, membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), irão se reunir para organizar a eleição do Conselho Tutelar. Parabenizou o ex-prefeito Arimatéia Camboim por implantar a Casa de Apoio aos Pacientes de Santa Terezinha e parabenizou a gestora por manter a casa. Sobre as denúncias, disse que irá apurar. Sobre a criação animal na zona urbana, relatou que o secretário de Agricultura já conversou com alguns criadores. Falou da parceria da Prefeitura com o Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN) do Governo do Estado que fará exames em 50 animais de ruas e se for confirmada a doença Calazar, estes animais deverão ser sacrificados de forma legalizada. Quanto à castração, a prefeitura também está buscando parcerias. Lamentou a morte de Dona Lupa e falou do seu legado para o município.

 

O presidente Salomão Cordeiro (PP) se acostou aos votos de pesar e lamentou a perda da professora e ex-vereadora Dona Lupa. Disse que estava alegre com as chuvas que estão caindo na região, sobretudo no manancial Capoeira (Citou o vereador Lila que disse, há 15 dias, que era para termos fé em Deus que as chuvas chegariam). Lamentou pelos animais soltos pela cidade; disse que estava um caso sério. Criticou a gestão na pasta da saúde por desviar, na época da campanha eleitoral, usando o slogan: “A saúde voltará”. Segundo ele, isso não tem ocorrido até então, pois a gestão está negando carro para pacientes, e conduzindo pacientes para a Hemodiálise em veículos em péssimas condições; reduziu serviços na saúde e faltam até medicamentos. Portanto, faltam sensibilidade e zelo na gestão. Afirmou que servidores públicos estão tratando mal as pessoas. Lembrou que os funcionários, assim como a prefeita, são empregados do povo. Pediu que a gestora tomasse o feito à ordem em relação aos maus atendimentos. Sobre a Marcha dos Prefeitos, ponderou que não acredita nas propostas do governo federal para o município. Lamentou a falta de água para beber em repartições públicas. Por fim, disse que espera que a gestão compre o carro de sete (7) lugares, como foi acordado em lei, após o leilão. Finalizou citando a tragédia dos prédios no Rio de Janeiro por falta de fiscalização.

 


 

Blog do Jordan Bezerra