sábado, 24/08/2019

Patoense Clarissa Barbosa é advogada, arretada!

14/01/2019 - 17:22 - Opinião

Compartilhe:
 Patoense Clarissa Barbosa é advogada, arretada!

Advogada, Clarissa Barbosa

 

Na madrugada de 14 de Janeiro do ano de 2019, começo a escrever essas linhas, esperando pelas rimas dos poetas afamados do meu Sertão arretado! Para tanto, não é fácil expressar essa alegria de poder homenagear essa prima tão querida e sabida. Me refiro a Clarissa, a quem chamo de galega, para os íntimos, naturalmente!

 

Para os demais, é Clarissa Barbosa Monteiro de Lucena, nome forte, de presença, de beleza natural, nada artificial. Sua força é a caraterística mais marcante dessa briosa mulher, desde cedo demonstrou aos seus pais, José Lilioso (Zeca) e Maria do Carmo, que com tanto zelo e amor educaram essa joia bem ‘clarinha’.

 

Não duvido, entretanto reafirmo, que foi um presente divino, a vinda dessa criança na vida desse casal sensacional, que ensinou com destreza a essa jovem os mandamentos de Deus, para Clarissinha trilhar o caminho da verdade, sem esquecer-se dos princípios de valia, e que, graças a essas lições, a moça assimilou com amor e depois compartilhou.

 

E essa foi a parte mais fácil de sua vida, pois os seus pais são exemplo de honradez e decência, cumprindo, prometendo e honrando os compromissos firmados. Outro exemplo bem bacana que serve de referência para a galega seguir é da irmã mais velha, Lilian, tão meiga e amiga, de sentimento sincero. Uma coisa é certeza, uma se apoiava na outra, e juntas vencem os desatinos da vida e também as tribulações.

 

Após as orientações advindas lá do berço, e como se fosse um terço de oração, onde deve ser rezado, porém também exercitado, assim, porém, ela fez, e por isso seu caráter já foi forjado com brio e retidão, para regozijo dos seus.

 

Em uma manhã de Outono, do ano 97, o sol no céu já brilhava, brindando a sua chegada. A data foi registrada, era 12 de abril, lá no Sertão nordestino, em Patos-PB, das Espinharas, em um dia de sábado, dia de Nossa Senhora, eita, data abençoada, nascia, ali, pois, a menina mimosa e bem galeguinha, de valentia tamanha, corajosa, e às vezes um pouco ‘briguenta’, só pra defender o que é seu.

 

Vêm os anos, passa chuva e sopra o vento, e seu caminho é traçado, desde o colégio Cristo Rei, na região afamado, chegando ao Recife, em 2014, o desafio foi dobrado, pois enfrentou a temida Universidade Católica (Unicap), para cursar Direito, via Prouni. Clarissa encarou com maestria e venceu com sapiência. Como costuma dizer sua tia Maria, a galega mostrou raça.

 

Na vida ninguém vence sozinho, portanto para ser justo e cortês, é interessante citar alguns nomes de valia no processo da conquista, os seus pais; primeiramente, Zeca e Do Carmo, no Recife recebeu apoio valoroso e incondicional de suas tias queridas; a administradora Valdemisa Lilioso (Misa) e a médica Valdecira Lilioso (Cira), que também venceram na vida, vindo  também  lá de Patos, graças à dedicação aos estudos, e com ajuda extraordinária da mãe, Maria de Lourdes, vó de Clarissa, neste caso. Lá em Malta, a galega teve o apoio e o colo, nas férias, dos seus avós maternos, seu Noé e dona Hilma.

 

Uma fonte bem segura me disse pela manhã, que teve festa no Céu, por causa da formatura da advogada Clarissa, segundo meu informante de alta credibilidade, disse: a festa foi grande e de luxo, pois tinha até camarote Vip, com gente bem arretada, era vozinha Lourdes, ao lado de avô João, os avós paternos de Clarissinha, cantando e batendo palmas pelo sucesso neta. Ah, tio João também chegou e foi aquela animação.

 

Na nossa sociedade dá pouca notoriedade na escolha de nome do filho, a escolha às vezes é por acaso, ou por indicação, mas para o povo judeu, por exemplo, tinha todo um significado. O nome Clarissa é derivado de Clara, que vem do latim e significa luminosa, inteligente, ilustre e brilhante. Escolha muito acertada. Prova disso, que em junho de 2018, fez a prova da OAB passando já de primeira.

 

Aqui, portanto, termino minha homenagem sincera, para a prima bela, a doutora advogada. Por último faço um pedido ao nosso Criador, que abençoe profundamente sua filha, uma cristã de valor, derramando só amor, paz, saúde e sucesso na vida e na profissão.

 

 

Por Jordan Bezerra

 

 

Essa é uma crônica com linguagem poética em homenagem a minha prima advogada, Clarissa Barbosa.

 

Fotos

Clarissa com a família

Clarissa com os pais